O stress: uma reação natural essencial

O stress: uma reação natural essencial

O stress é uma reação de alerta, uma reação natural
para responder pontualmente a uma situação de perigo

COMO REAGE O CÉREBRO FACE A UM EVENTO STRESSANTE?

O cérebro pode desencadear três reflexos de sobrevivência: fuga, luta ou inibição. Em alguns casos, o coração bate mais depressa, a garganta aperta.

É natural, o corpo reage de forma a oxigenar o cérebro e os músculos para melhor refletir e lutar. O nó no estômago que acompanha o stress está relacionado com a desaceleração da digestão, o que permite dar prioridade às funções mais urgentes. As pupilas dilatam de forma a visualizarmos rapidamente uma saída e o tónus muscular é reforçado para fugir.

Num período de stress, não é possível adormecer e isso é normal. O estado de alerta mantém-se em vigília para enfrentar o que se acreditamos ser um perigo. O corpo está maravilhosamente adaptado e as nossas reações naturais não são resultado do acaso.

OS TIPOS DE STRESS

Por si só, o stress é uma reação neutra. A sua origem, a situação e as emoções que desencadeia determinam se o seu caráter é positivo ou negativo. É a duração, a repetição e a intensidade da reação que se podem tornar problemáticas. Podemos distinguir entre 2 tipos de stress:

  • O stress de alarme: este é essencial à sobrevivência e não há nenhuma forma, nem qualquer razão para o tratar.

  • O stress de antecipação: está relacionado com eventos importantes da vida, tais como um exame ou um encontro romântico. Também não é um grande problema. A menos que ocorra muitas vezes ou se for de muito alta intensidade.
logo boiron